Estudantes escreveram um cordel sobre mim!

Totalmente encantada com esse cordel que 5 estudantes da Escola Municipal Uruguai (Rio de Janeiro) fizeram sobre mim!  O fator mais emocionante não é “só” ter sido escolhida como homenageada do mês da Consciência Negra, mas ver o cordel despertando esse interesse, sendo escrito por novas gerações… lindo demais. Leiam:

“Se você ainda não a conhece
Pedimos sua atenção
Hoje, meus caros leitores
Dando uma de escritores
Falaremos de uma mulher
Que luta contra a opressão

Jarid é mulher guerreira
Nordestina, negra, brasileira
Cresceu em uma família
Onde o cordel era presente
E como criativa era
Ficou com isso em mente

Mulher forte
Nascida em Juazeiro do Norte
É cordelista, escritora e autora
E do Clube da escrita para mulheres
E da Terapia escrita, criadora

Percebeu nos cordéis que lia
Que o machismo predominava
Junto ao racismo e à homofobia
O que a levou a criar num instante
A Literatura de Cordel Feminista
Ideia que foi adiante

Íntima desde pequena
Da Literatura de Cordel
Tem mais de 60 títulos publicados
Feito que merecia um troféu

Quando começou a escrever os cordéis
Não se sentia muito confiante
Usando o cordel do pai como referência
Do computador sentou diante

A cada estrofe findada
Aquilo ficava mais empolgante
Tanto que, dez minutos depois,
Nasceu Dora, negra e feminista
Uma obra fascinante

Os temas de seus cordéis
São feminismo e preconceito
Questões de gênero e abuso sexual
Além de outros direitos

Fora as questões já ditas
Jarid também escreve
Sobre as negras esquecidas
Que lutaram no passado
E hoje não são reconhecidas

Quando criança sofreu bullying
Mas isso não lhe abalou
Passou por cima de tudo
E a todos mostrou
Que podia fazer qualquer coisa
Que fosse de bem e valor

Em seu livro “As lendas de Dandara”
Diferentes histórias criara
Sobre essa negra guerreira
Capoeirista, curandeira
E de Zumbi conselheira

Que com a prisão do marido
Jogou-se de uma pedreira
Para não retomar
De escrava a condição
E sofrer, novamente,
Mais do que um cão

Além de abordar
Temas importantes
Ela também escreveu
Cordéis biográficos interessantes
Como o de Aqualtune, Tereza de Benguela
E Carolina Maria de Jesus
Grandes mulheres da história
Que tiveram as suas glórias

Hoje, com 25 anos
Jarid mora em São Paulo
Dando cursos e palestras
Arte em que é mestra
De coisas que transformam para melhor
Sem deixar de escrever
Já que a literatura é o seu xodó.”

Muito obrigada pela generosidade, queridos. Átila, Carolayne, Milena, Nathalya e Samira, muito obrigada pelas palavras e rimas que me fizeram tão feliz. Obrigada professores Alciley Dias e Karla Veloso, vocês são demais! Beijo pra escola inteirinha e todo mundo que me deu esse presente tão lindo.