Elogio

você é linda
de formas vocálicas
entre gemidos
e pernas
entrelaçadas.

é linda tua cara
cheia de sardas.
a boca que se ri
de canto
e eu ainda,
no entanto,
não fui capaz
de acostumar.

porque quando
você sorri
a bílis ferve
dentro de mim.
o timbre
do teu gozo
acende
a urgência
que queima
e teima
em se encantar.

você é linda
em tons de bege
e a pele
riscada
perigosa
de cair,
de machucar.