Reflexo

preta,essa tua pele cinco tons mais marrom que a minha atiça o toquedas minhas mãos e dos meus beijos a saliva  . te olho derramada escorrendo em contraste no lençol absorvida e quero cada poro induzindo melanina desmedida preta, você tem a textura qua arrepia meus pelos tem o toque…

Sideral

caí na nebulosa das tuas sardas dos teus peitos soltos cobertos por pano fino  . a gravidade do teu sorriso pesando contra meu corpo escorregando minha calcinha caí no melado entre tuas coxas de cara, de língua e eu, flutuando desejei cada camada todos os graus do teu gemido .

Intensa

não te quero como cerveja social entre conversinhas com uma casualidade e uma leveza características te quero como vodka pura e quente de efeito forte e de repente te quero em muitas doses e uma ressaca que seja, por favor, recorrente.